domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Imigração Senador diz que plano de imigração pode chegar ao Senado em 3...

Senador diz que plano de imigração pode chegar ao Senado em 3 semanas. Qual será o seu futuro?

O plano de reforma da imigração anunciado pelo governo Joe Biden na quarta-feira passada está sendo elaborado e pode ser entregue no Senado em cerca de “três semanas ou mais”, afirmou o senador Bob Menéndez (Democrata-New Jersey) na sexta-feira, durante uma conferência digital com jornalistas da mídia hispânica.

Menendez está liderando as conversas no Congresso sobre o plano de imigração de Biden, uma de suas principais promessas de campanha.

O legislador foi um dos membros do denominado Grupo dos Oito que em junho de 2013 elaborou e obteve aprovação no Senado do plano S.744, que incluía um caminho para a cidadania para milhões de imigrantes sem documentos.

O projeto, porém, ficou preso na Câmara dos Representantes, que era controlada pelos republicanos.

Desta vez, o projeto, por enquanto, não tem respaldo republicano e os democratas precisarão de pelo menos 9 votos da oposição para que a iniciativa seja aprovada.

Futuro incerto

Menéndez reconheceu que as negociações até agora estão avançando lentamente e disse que não tem ilusões no momento.

“O processo é muito difícil. Fizemos isso em 2013 (no Senado), mas infelizmente os republicanos o impediram na Câmara (dos deputados).

“No Senado, são necessários 60 votos para aprovar qualquer lei. Temos 51, incluindo Kamala Harris. Pelo menos temos que conseguir 9 votos republicanos. Estamos em conversações com alguns republicanos que participaram em 2013”, disse.

Mas dois dos quatro republicanos que compunham o Grupo dos Oito, os senadores Marco Rubio (Flórida) e Lindsey Graham (Carolina do Sul), não se manifestaram a favor da reforma da imigração de Biden.

Pelo contrário, Rubio disse em um comunicado que “antes de lidarmos com questões de imigração, devemos lidar com a pandemia COVID-19”.

E acrescentou que “devemos garantir que todos tenham a oportunidade de encontrar um bom emprego e enfrentar a ameaça representada pela China”.

O gabinete do senador Graham disse à Univision, por e-mail, que “alguns elementos precisam ser adicionados:

“Como dissemos, interromper a construção do muro de fronteira não foi um bom começo. E a questão do asilo deve ser tratada, pois as caravanas estão se acumulando e indo para os Estados Unidos”.

Os outros dois republicanos do Grupo dos Oito não estão mais no Senado. Um foi John McCain, que faleceu em 2018 de um tumor cerebral, e o quarto foi Jeff Flake, que se aposentou da Câmara Alta, em 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES