segunda-feira, outubro 18, 2021
No menu items!
Início Esporte Robinho aconselhou amigo a voltar para o Brasil: "Pelo menos tu...

Robinho aconselhou amigo a voltar para o Brasil: “Pelo menos tu não fica em cana”

“Cara, você quer um conselho? Não vai nem lá, volta pro Brasil, pelo menos tu não fica em cana.” (Risos).

Essa foi uma das partes do conselho de Robinho a Ricardo Falco, que também estava sendo convocado a depor à polícia. Na conversa telefônica gravada com autorização judicial, e até então inédita, e divulgada pelo UOL, o atacante usa termos depreciativos e ri ao relatar os acontecimentos que o levaram a ser condenado, em segunda instância, por estupro coletivo contra uma mulher de 23 anos em Milão, em 2013.

“Se os caras mandarem eu ir lá depor vai ser foda, vou falar o que pra minha nega? […] Vou lá depor pra quê? Oito cara rangaram a mina […]. Ó que fase que eu tô”, disse Robinho por telefone a um amigo, em transcrição anexada ao processo em 18 de novembro.

A pena de nove anos de prisão foi confirmada nesta quinta-feira (10/12) pelo Tribunal de Apelação de Milão. A defesa do jogador, que se diz inocente, afirmou que vai recorrer à terceira instância.

Tanto Robinho quanto o amigo têm direito de aguardar seus recursos em liberdade. Outros quatro amigos, que teriam participado do crime, não foram processados, porque durante o inquérito já estavam no Brasil, longe da jurisdição italiana.

A transcrição da conversa de Robinho com um de seus amigos, cerca de um ano depois do crime, consta de um relatório produzido pelo tradutor juramentado Adriano Lellis Gaiotto, que foi anexado ao processo pela defesa do jogador. Não se trata, portanto, da transcrição do áudio feita pela Justiça italiana e sim pelo profissional contratado pelos advogados do brasileiro.

Os advogados do santista alegaram que houve erros de tradução da língua portuguesa para a italiana nas conversas interceptadas e apresentaram o relatório como uma tentativa de reverter a condenação.

TRECHOS DA CONVERSA

Amigo 1: Neguinho, por exemplo, se a mina não teve, não pega nada, mas se ela teve filho aí é DNA, né?

Robinho: então, e agora mano? Vai entender se a menina teve filho. Ninguém sabe se ela teve, se ela não teve, a polícia não vai falar.

Amigo 1: Então, por exemplo, se ela não teve filho é a palavra dela contra a da gente, não tem como ela acusar, agora se ela teve filho é puxado hein.

Robinho: É, então, mas eu não sei se a menina teve ou se não teve […] o cara que o Jairo [músico que tocava na boate no dia do crime] contratou falou assim: “- ó, a única coisa boa é que os caras tá lá no Brasil e na discoteca não tinha câmera, porque se pegasse a câmera os caras iam pegar eles até no Brasil, como não tinha câmera vai ficar meio embaçado pra mina provar que estupraram ela se ela não estiver grávida.”

Se sair na imprensa, “cai todo mundo”

Robinho: […] eu tô com medo se os caras me chamarem para depor, eu não sei, tomara a Deus que, o meu medo é esse, o meu medo é sair na imprensa, “Amigos de Robinho estupraram menina lá na Europa”, meu medo é esse.

Amigo 1: Nossa.

Robinho: Ó a falha, ó a falha, foda mano, tô com a cabeça um trevo aqui mano.

Amigo 1: Agora até a minha ficou. Se sair no, no, Globo.com, cai todo mundo por tabela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES