domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Estados Unidos Rede de farmácias se desculpa por não ter vacinado duas imigrantes sem...

Rede de farmácias se desculpa por não ter vacinado duas imigrantes sem documentos

A gigante do varejo farmacêutico “Rite Aid” pediu desculpas a duas imigrantes indocumentadas que, segundo a rede, não receberam vacinação antiCovid-19 “por engano”, na Califórnia.

Ambas as mulheres, que não receberam a vacina neste mês, foram convidadas a voltar à farmácia para receber suas vacinas.

O porta-voz da Rite Aid, Christopher Savarese, descreveu ambos os casos como incidentes “isolados” resultantes de trabalhadores nas lojas que não seguiram os protocolos estabelecidos para elegibilidade da vacina.

Os funcionários serão reeducados sobre os protocolos para garantir que todos estejam na mesma página, segundo ele.

Em uma declaração enviada à ABC News, funcionários da Rite Aid disseram:

“Em uma implementação sem precedentes, haverá erros e sempre haverá áreas para os provedores melhorarem – estamos buscando essas oportunidades todos os dias. É muito importante para nós que isso seja corrigido”.

A Rite Aid pediu desculpas depois que um filho de uma das mulheres e o empregador da outra, que é babá, falaram na estação KABC da ABC em Los Angeles.

Sebastian Araujo, um estudante da UCLA que planeja se tornar um advogado de imigração, disse que sua mãe (foto acima) foi rejeitada pela Rite Aid em Mission Hills, Califórnia, depois que ela foi solicitada a mostrar um cartão do Seguro Social e só pôde apresentar sua identificação consular estrangeira.

Araujo disse à KABC que falou em nome de sua mãe com o objetivo de garantir que todos os imigrantes sem documentos nos Estados Unidos tenham permissão para tomar a vacina quando forem elegíveis, de acordo com as diretrizes locais e federais.

Em 1º de fevereiro, o Departamento de Segurança Interna federal emitiu uma declaração de que a agência e seus “parceiros do governo federal apoiam totalmente a igualdade de acesso às vacinas COVID-19 e aos locais de distribuição de vacinas para imigrantes indocumentados”.

“É um imperativo moral e de saúde pública garantir que todos os indivíduos residentes nos Estados Unidos tenham acesso à vacina. O DHS incentiva todos os indivíduos, independentemente do status de imigração, a receber a vacina COVID-19, uma vez que sejam elegíveis, de acordo com as diretrizes de distribuição local”, diz a declaração do DHS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES