domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Esporte O Fla com Domènec vai continuar sendo o "papa títulos" do futebol...

O Fla com Domènec vai continuar sendo o “papa títulos” do futebol brasileiro?

Por Raphael Bózeo

Levar um time na sua potência máxima não é um trabalho para qualquer técnico. Jorge de Jesus chegou no Flamengo no meio de 2019. Em um ano transformou a maneira de jogar e, principalmente, de encarar cada partida como a mais importante. Vibrante, inquieto e viciado por vitórias. E a cultura de poupar jogadores jogada na lata do lixo.

Levou o Rubro-Negro aos títulos da Libertadores, depois de 38 anos, e do Brasileirão com a melhor campanha de era dos pontos corridos com 20 clubes. Faturou também a Recopa, Supercopa do Brasil e o Estadual.

Foram 5 títulos e somente 4 derrotas. Saiu invicto da Copa do Brasil (derrota nos pênaltis após dois empates em 1 a 1 com o Athletico-PR) e perdeu a decisão do Mundial para o Liverpool por 1 a 0, na prorrogação. Vendeu caro as eliminações. De resto, papou tudo e num nível de futebol impressionante, com exceção das finais do Carioca, quando já estava com a passagem carimbada para voltar a Portugal.

Jesus foi peça fundamental para o Flamengo elevar o seu patamar. Não só pela metodologia vencedora, mas por ter o grupo na mão. Seu comportamento midiático e de estrela não ofuscou os jogadores.

Pelo contrário.

Levou o clube a massacrar os adversários antes vistos do mesmo nível técnico. O Campeonato Brasileiro e os duelos contra Grêmio e Inter na Libertadores foram verdadeiros massacres.

Sera que a era Domènec no Flamengo também será num nível tão alto como foi a era Jesus?

Com um time recheado de grandes jogadores e com um elenco valiosíssimo, a aposta para comandar é de um treinador novo na beira do campo. Se Jesus tinha mais de 30 anos como técnico, Domènec só fez um trabalho como número 1, no New York City, na MLS.

Torrent teve duas temporadas em Nova Iorque. Na primeira, em 2018, ficou em terceiro da Conferência Leste e caiu ainda na primeira fase dos playoffs, para o Philadelphia Union.

No ano passado, teve a melhor campanha do Leste na temporada regular, com 64 pontos em 34 partidas (melhor da história do recebente clube, criado em 2015). A equipe chegou às semifinais, mas foi eliminada para o Toronto FC. No início de 2020, o treinador deixou a equipe em busca de novos projetos até chegar o Flamengo.

Fez um bom trabalho, mas nada que sirva como uma grande referência ainda. A pouca rodagem como o comandante principal abre margem para o questionamento e uma lacuna de expectativas para saber o que vem por aí. Por outro lado, a grande maioria dos técnicos começaram assim.

Dome foi auxiliar de Pep Guardiola por 10 anos, no Barcelona, Bayern de Munique e Manchester City. Tem rastro internacional com um dos melhores treinadores do planeta.

Mas extrair o melhor de grandes jogadores não é para qualquer técnico. Chegar num time supercampeão e manter a motivação lá no alto é trabalho também para um grande líder. O técnico espanhol chega num clube estruturado, organizado, estrelado e campeão. Banquete ideal para começar a sua história como treinador.

O Flamengo estreia no Campeonato Brasileiro domingo, às 15h (de Boston), no Maracanã vazio contra o Atlético-MG, de Jorge Sampaoli, quem levou o Santos ao vice-campeonato em 2019.

Fica a pergunta:

O Fla com Domènec vai continuar sendo o “papa títulos” do futebol brasileiro?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES