domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Tecnologia BBB da vida real? Dispositivos ouvem, gravam e arquivam o que você...

BBB da vida real? Dispositivos ouvem, gravam e arquivam o que você diz

Será que o seu smartphone, notebook, tablet ou seus assistentes virtuais como Alexa, Siri e Cortana estão vigiando você? Sim, estão. Todos esses dispositivos ouvem, registram, arquivam e monitoram o que você fala de algum modo. Os registros, que podem ser em áudio ou texto transcrito, nem sempre é muito claro, segundo informações do “The Guardian”.

A Amazon sofre críticas por conta de um possível uso de gravações feitas pela assistente Alexa. Segundo a companhia, os dispositivos escutam sim o tempo todo, “mas de maneira nenhuma transmitem tudo que ouvem”. Só quando um dispositivo reconhece a palavra de ordem “Alexa”, que a gravação é iniciada e mandada para a nuvem.

O google, por exemplo, tem o seu assistente ativado quando é falado “Ok, google”. E o argumento de todas as companhias é que só são registrados quando são acionados com a palavra de ordem.

Porém, há um questionamento. E depois que a escuta começa, o que acontece? Até quando isso é registrado e gravado?

A Apple, que orgulha-se de como protege a privacidade dos seus clientes, diz que a Siri tenta satisfazer as demandas diretas no iPhone ou no computador do usuário. Caso uma demanda seja levada à nuvem para uma análise adicional, será marcada com um identificador, e não com o nome do usuário.

No caso das outras grandes empresas, os áudios chegam a nuvem e, a partir disso, computadores tentam adivinhar a intenção do usuário e satisfazê-la através de algoritmos. As empresas podem apagar a solicitação e a resposta do sistema, mas geralmente não fazem isso. A razão são os dados. Para a inteligência artificial da fala, quanto mais dados, mais preciso é.

Um usuário pode logar em sua conta na Amazon e no Google e ver uma lista de todas suas perguntas em áudio. Esses arquivos só serão apagados se a pessoa decidir isso. Caso contrário, ficarão registradas.

Os registros escrito no Google também ficam guardados. Porém, o maior incômodo são as gravações em voz para a maioria das pessoas.

Todos os processos e o desenvolvimento da inteligência artificial deixa uma coisa clara: não existe uma ideia clara e do anonimato total quando você fala com um assistente virtual, um telefone ou um dispositivo para casa. Mesmo achando que é só um sistema, pode ser que haja pessoas ouvindo, guardando nota ou aprendendo sobre a sua vida.

Se você não está fazendo nada ilegal, talvez não deva se preocupar. Mas há outro risco, que afeta qualquer usuário: os hackers. Em testes de laboratório, cientistas foram capazes de invadir a interface da Amazon, Apple, Google, Microsoft e Samsung, e ouvir pedidos e perguntas dos usuários.

Todos os usos possíveis dos dados coletados por inteligência artificial deixam claro que você deveria estudar tudo sobre esses dispositivos antes de deixá-los entrar na sua vida. E, se ficar na dúvida, melhor tirar o aparelho da tomada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES