domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Saúde Médico do governo avisa para possível explosão de Covid-19 nos EUA

Médico do governo avisa para possível explosão de Covid-19 nos EUA

Dr. Anthony Fauci, o principal epidemiologista do governo Trump, alertou que o agitado feriado de Ação de Graças pode aumentar os casos de COVID-19 com a aproximação de dezembro.

Neste domingo, no programa ‘Meet the Press’ da NBC News, Fauci disse que as autoridades de saúde pública “tentaram alertar as pessoas, por mais difícil que fosse, para não terem grandes reuniões” durante este feriado, devido às preocupações de que as comemorações poderiam agravar a propagação do coronavírus.

“O que esperamos, infelizmente, nas próximas duas semanas de dezembro, é que possamos ver uma onda se sobrepor à onda em que já estamos”, disse ele.

Os Estados Unidos registram 4 milhões de casos de COVID-19.

“Não quero assustar as pessoas, exceto para dizer que não é tarde demais para fazer algo a respeito”, acrescentou ele, exortando os americanos a tomarem cuidado, bem como tomar medidas como o distanciamento social e usar máscaras.

Muitas vezes, pode levar duas semanas para as pessoas infectadas desenvolverem os sintomas, e as pessoas assintomáticas podem espalhar o vírus sem saber que o têm. Por esse motivo, Fauci disse que a “dinâmica de um surto” mostra um lapso de três a cinco semanas entre os esforços de mitigação e a redução real das taxas de infecção.

“Vamos ter que tomar decisões como nação, estado, cidade e família. Estamos em um momento muito difícil e vamos ter que restringir as coisas que gostaríamos de fazer neste período de festas, porque estamos entrando no que é realmente uma situação difícil”, alertou Faunci, apesar de a primeira onda de vacinação nos Estados Unidos poder começar em questão de semanas.

Os casos e mortes de COVID-19 no país se aceleraram nas últimas semanas. Só em novembro, houve mais de 4 milhões de casos e 35.000 mortes atribuídas ao vírus. No total, os Estados Unidos ultrapassaram 13,3 milhões de casos de coronavírus e 267.000 mortes relacionadas à doença, de acordo com a contagem do NBC News.   

A carga de casos já acelerada, combinada com a possibilidade de outra onda, surge no momento em que hospitais de todo o país estão alertando sobre sua saturação. Mulheres grávidas não terão prioridade para receber a vacina apesar de serem pessoas de risco.

Embora tenha dito explicitamente que não está pedindo o fechamento do país, Fauci observou que os americanos poderiam “mitigar” o aumento da pressão sobre os hospitais localmente, tomando medidas “sem a necessidade de lockdwon”.

O aumento de casos ocorre em meio a notícias promissoras sobre a vacina contra o coronavírus. Tanto as autoridades de saúde pública quanto o governo federal planejam iniciar a primeira onda de vacinações em dezembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES