domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Estados Unidos Massachusetts aprova grupos de estudo remoto para auxiliar escolas sem retorno integral

Massachusetts aprova grupos de estudo remoto para auxiliar escolas sem retorno integral

As autoridades estaduais de educação de Massachusetts anunciaram nesta sexta-feira (28) que as famílias podem formar pequenas cooperativas de aprendizagem remota. Uma maneira de ampliar e ajudar o ensino das crianças e adolescentes. Além desses grupos, igrejas e centros comunitários podem hospedar alunos que, de alguma forma, estariam sem supervisão neste outono.

A mudança foi feita por conta dos desafios que os pais que necessitam trabalhar enfrentarão em muitos distritos onde as escolas devem ter aulas virtuais pelo menos em parte da semana.

A administração Baker incentivou escolas em áreas com baixas taxas de contágio do coronavírus a começar o ano letivo normalmente. Porém, caso os distritos optarem pela aprendizagem remota, é necessário um apoio a mais. É o que disse o secretário de Educação James Peyser, em comunicado nesta sexta-feira:

“É fundamental que capacitemos os pais, instituições e organizações comunitárias a oferecer opções adicionais de creche e apoio de aprendizagem nas situações em que os alunos não possam ir à escola pessoalmente.”

Os provedores de cuidados infantis licenciados terão permissão para auxiliar crianças mais velhas durante o dia escolar, além do horário antes, depois e fora da escola.

O estado também está acelerando o licenciamento para que os prestadores de cuidados infantis possam aproveitar o espaço adicional para expandir a capacidade de atendimento a crianças mais velhas. Algumas creches, por exemplo, querem abrir salas de jardim de infância para acomodar os irmãos de crianças menores que já estão sob seus cuidados.

Uma mudança maior será a disponibilização de vagas para os alunos serem supervisionados durante o tempo de aprendizado remoto. Os “programas de enriquecimento de aprendizagem à distância” aceitam crianças em uma base regular ou temporária para supervisionar crianças do jardim de infância aos 14 anos de idade, ou até 16 com necessidades especiais.

As organizações que desejam fornecer esse espaço devem se inscrever na cidade local para aprovação, começando na segunda-feira. O município será responsável por supervisionar a segurança, conduzir verificações de antecedentes do pessoal e manter tamanhos de grupos e protocolos de saúde apropriados para o Covid. O tamanho dos grupos será limitado ao número permitido pelo estado, de 25 pessoas em ambientes internos e 50 ao ar livre.

Os grupos de aprendizagem, ou grupos formados por até cinco famílias, poderão operar sem licenças, desde que um dos pais esteja no local o tempo todo. Pagamentos não são permitidos e as trocas de fundos são limitadas à compensação por alimentos e materiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES