sexta-feira, outubro 15, 2021
No menu items!
Início Imigração Mais de mil cidadanias americanas são canceladas

Mais de mil cidadanias americanas são canceladas

As autoridades de imigração ordenaram o início do processo para retirar cerca de 1,6 mil cidadanias americanas obtidas ilegalmente, de acordo com um memorando publicado nesta segunda-feira.

O relatório descreve o processo usado pelo Escritório de Serviços de Cidadania e Imigração (USCIS) para determinar o número de casos investigados, as causas e os processos de desnaturalização que foram iniciados.

O pedido de informações solicitado incluía qualquer memorando escrito ou assinado por L. Francis Cissna (ex-Diretor do USCIS) que menciona a palavra ‘desnaturalização’ entre 1 de janeiro de 2017 e a data em que o pedido foi processado, 5 de junho 2020.

De acordo com o documento, o USCIS analisou as impressões digitais de cerca de 148 mil arquivos e determinou que aproximadamente 2 mil casos de cidadania foram obtidos ilegalmente.

O documento destaca que o problema de naturalizações suspeitas foi constatado em 2016, quando o Registro Histórico de Impressões Digitais (HFE-) recomendou que o Escritório de Imigração e Aduaneira (ICE) “concluísse a análise de 148 mil processos de estrangeiros para fazer o upload para o banco de dados de todas as impressões digitais de pessoas que tiveram ordens definitivas de deportação ou antecedentes criminais, e também, se eram fugitivas”.

O memorando explica que, nos casos em que se constata que o indivíduo obteve a cidadania ilegalmente, as informações são enviadas para a Unidade de Operações (FOD) de Los Angeles, escritório criado para iniciar processos de desnaturalização. Essa entidade, então, apresenta os casos ao Departamento de Justiça (DOJ).

Cópias de cada um dos processos são enviadas simultaneamente para o escritório jurídico do ICE. O USCIS informou ainda que a cada ano “encontra um maior número de casos suscetíveis à desnaturalização” e que os casos atualmente se concentram em “determinar se permite que o cônjuge e/ou filho do solicitante, que obteve o nacionalidade ilegal, poderia manter a residência permanente”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES