sexta-feira, outubro 15, 2021
No menu items!
Início Imigração ‘ICE’ põe em prática plano de prender imigrantes em cidades-santuário

‘ICE’ põe em prática plano de prender imigrantes em cidades-santuário

O Immigration and Customs Enforcement Service (ICE) anunciou na quarta-feira que prendeu 128 imigrantes em várias cidades-santuário na Califórnia, incluindo Los Angeles, San Francisco e San Diego. Esta operação é parte de um plano visando estas localidades consideradas hostis à administração de Donald Trump.

“Estamos com a imigração e ele tem um mandado de prisão”, ouve-se um agente do ICE dizer em espanhol a um homem do lado de fora de uma garagem, enquanto outro membro do serviço de imigração o algema, como se vê em um vídeo obtido pelo Noticias Telemundo.

“Posso contar a minha mãe o que está acontecendo?” Pergunta outro suposto imigrante a um agente do ICE enquanto o prendem.

Servando Bermúdez, um dos imigrantes detidos durante a operação “Rise”, descreve como procederam as autoridades.

“Mais dois, três carros pararam e saíram. Eles me cercaram e lá me pegaram: como se eu fosse fugir ”, disse Bermúdez.

Essas prisões ocorreram em jurisdições que adotaram políticas de santuário em favor de imigrantes sem documentos e ocorreram menos de 30 dias antes das eleições presidenciais, um sinal claro, segundo ativistas, de que se trata de uma mensagem política do presidente dos EUA.

Em nota à imprensa, o ICE explicou que o objetivo desta operação, cuja primeira fase decorreu entre 18 de setembro e 3 de outubro, era deter estrangeiros sujeitos à deportação, que foram detidos e depois libertados.  

Em cidades-santuário, as autoridades locais de aplicação da lei não cooperam com o Departamento de Imigração e Alfândega.

Entre outras medidas, a polícia nessas jurisdições evita perguntar sobre o status de imigração das pessoas que detém e se recusa a manter pessoas sem documentos na prisão além do que a lei ou um juiz ditar, sem atender aos pedidos do ICE para que eles aguardem mais tempo para que possam ficar sob custódia federal.

O ICE lamentou repetidamente que esta política permite a libertação de pessoas indocumentadas acusadas ou condenadas por crimes, colocando a segurança pública em risco.

Cerca de 70% das prisões realizadas pelo órgão federal acontecem com a cooperação da polícia local, quando são notificados que um imigrante está prestes a ser libertado de uma cadeia municipal ou estadual, segundo estatísticas oficiais.

Trump fez campanha por uma mão forte contra os imigrantes sem documentos e um de seus alvos mais recorrentes tem sido as chamadas cidades-santuário.

Na semana passada, dois funcionários da Segurança Interna consultados anonimamente pelo jornal “The Washington Post”, que então revelou a existência da operação, descreveram o esforço do ICE mais como uma mensagem política em época de eleição. Eles alegaram que a agência faz prisões rotineiramente e que essas novas batidas não representam uma mudança real. Eles também anunciaram que a presença do secretário interino do Departamento de Segurança Interna, Chad Wolf, deve reforçar a mensagem do presidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES