quinta-feira, outubro 21, 2021
No menu items!
Início Imigração Governo Trump mistura em celas meninas e homens presos pela Imigração, aponta...

Governo Trump mistura em celas meninas e homens presos pela Imigração, aponta relatório

Antes de suspender dois programas-piloto para a deportação de requerentes de asilo devido à pandemia do coronavírus, a administração presidida por Donald Trump continuou a detenção prolongada de migrantes, misturando meninas e homens jovens com detidos mais velhos sem laços familiares na mesma cela. Isto está colocado em um relatório do Departamento de Segurança Interna (DHS, sigla em inglês).

O documento destacou práticas em centros de detenção da Alfândega e Controle de Fronteiras (CBP) que colocam em risco o bem-estar dos migrantes, incluindo a falta de acesso a um advogado.

Um rascunho do relatório, enviado ao BuzzFeed News, detalhou os problemas de dois programas-piloto estabelecidos no outono de 2019 para acelerar a deportação de requerentes de asilo do México e da América Central.

Os dois programas, o chamado Processo de Revisão de Asilo Humanitário (HARP) e a Revisão Rápida de Solicitação de Asilo (PACR), fazem parte dos esforços do governo para agilizar a revisão dos casos de asilo na fronteira sul e deportar a maioria dos requerentes o mais rápido possível.
Ambos os programas foram suspensos devido à pandemia, que em todo caso serve ao governo federal para impedir quase todos os requerentes de asilo na fronteira sul, incluindo menores. A administração, de fato, pode reativá-los quando achar conveniente.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças emitiram ordens permitindo a deportação de requerentes de asilo para o México ou seus países de origem sem o devido processo legal. A administração Trump adotou essa prática com a ideia de supostamente retardar a propagação do coronavírus.
  
O documento destacou inúmeros problemas na área, incluindo a detenção de famílias de migrantes por mais de uma semana, além das 72 horas permitidas pelas regras do CBP.

Os agentes do CBP violavam suas próprias políticas de detenção ao misturar famílias diferentes na mesma cela, de forma que meninas e mulheres jovens compartilhavam espaço com rapazes e homens mais velhos sem laços familiares.

Em uma cela no centro de processamento de migrantes em El Paso, dois jovens de 14 anos dividiram uma cela com nove homens que não eram membros de suas famílias, de acordo com o relatório.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES