domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Estados Unidos Governador de NY se desculpa após ser acusado de assédio sexual por...

Governador de NY se desculpa após ser acusado de assédio sexual por ex-assessoras

Diante de várias alegações de assédio sexual, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, se desculpou neste domingo por comentários que “foram mal interpretados como um flerte indesejado” e, após pressão dos partidários democratas, concordou em encaminhar o assunto ao gabinete do procurador-geral do estado.

“Às vezes, no trabalho, acho que estou sendo brincalhão e faço piadas que considero engraçadas”, disse ele, acrescentando: “Não quero ofender e apenas tento adicionar um pouco de leviandade e brincadeira ao que é um negócio muito sério”.

 “Agora entendo que minhas interações podem ter sido insensíveis ou muito pessoais e que alguns dos meus comentários, dada a minha posição, fizeram os outros se sentirem de maneiras que eu nunca pretendi”, continuou ele.

“Reconheço que algumas das coisas que disse foram mal interpretadas como um flerte indesejado. Na medida em que alguém se sentiu assim, eu realmente sinto muito por isso”.

A declaração foi feita depois que a ex-assessora de Cuomo, Charlotte Bennett, de 25 anos, disse ao The New York Times que o democrata fez várias observações inadequadas sobre sua vida sexual, que ela interpretou como uma abertura inapropriada.

O governador negou as acusações, dizendo que “nunca fez avanços em relação à Sra. Bennett nem tive a intenção de agir de forma inadequada”.

A alegação de Bennett é a segunda que uma ex-assessora faz contra Cuomo desde dezembro. Na semana passada, Lindsey Boylan, vice-secretária de desenvolvimento econômico e conselheira especial do governador de 2015 a 2018, divulgou um tweet de dezembro dizendo que Cuomo “me assediou sexualmente durante anos”.

Em uma publicação na quarta-feira, Boylan detalhou sua experiência, que ela disse incluir um beijo indesejado de Cuomo.

Em uma declaração à NBC de Nova York, a porta-voz de Cuomo, Caitlin Girouard, disse: “Simplesmente não há verdade nessas afirmações”.

O governador se defendeu:

“Para ser claro, nunca toquei em ninguém de forma inadequada e nunca fiz propostas a ninguém e nunca tive a intenção de fazer ninguém se sentir desconfortável, mas essas são alegações para as quais os nova-iorquinos merecem respostas. É por isso que pedi uma revisão externa e independente que analise essas alegações”. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES