quinta-feira, outubro 21, 2021
No menu items!
Início Imigração Flórida processa Governo Biden por conta de novas diretrizes na imigração

Flórida processa Governo Biden por conta de novas diretrizes na imigração

O estado da Flórida está processando o governo do presidente Joe Biden por causa de novas diretrizes que suspenderam as detenções de alguns imigrantes que cumpriram pena na prisão.

A procuradora-geral da Flórida, Ashley Moody, afirmou que a nova orientação resultou na recusa das autoridades de imigração em assumir a custódia de pessoas que cumpriram penas por roubo, tráfico de drogas e outros crimes.

“Criminosos condenados que teriam sido deportados em administrações anteriores, incluindo a do presidente Trump e até mesmo do presidente Obama, agora estão em liberdade na Flórida”, disse a procuradora, em um vídeo postado no YouTube.

A denúncia busca impedir novas diretrizes emitidas pelo Departamento de Imigração e Alfândega, que priorizam a deportação de pessoas que representam ameaças à segurança nacional ou que foram condenadas por crimes mais graves.

A reclamação da Flórida segue uma ação semelhante movida pelo Arizona no mês passado, a qual o estado de Montana se juntou na terça-feira.

O processo foi originalmente aberto para impedir o adiamento de 100 dias nas deportações, uma das primeiras ações de Biden para desfazer as políticas de imigração de Trump.

A moratória foi bloqueada por um juiz federal no Texas.

A queixa apresentada pela Flórida argumenta que as novas diretrizes do ICE violam as ordens do Congresso ao limitar a fiscalização da imigração a terroristas, espiões, criminosos agravados, certos membros de gangues e aqueles que recentemente cruzaram a fronteira ilegalmente.

A procuradora da Flórida diz que libertar e não deportar esses imigrantes pode resultar em mais crimes e custar mais ao estado.

A denúncia descreve sete casos em que funcionários do ICE se recusaram a assumir a custódia de imigrantes, depois que o Departamento de Correção da Flórida os contatou antes de serem liberados da custódia.

Também afirma que as novas diretrizes estão afetando os xerifes do condado que trabalham em conjunto com o ICE, para entregar os detidos e suspeitos de estarem ilegalmente no país.

O memorando emitido pelo ICE no mês passado afirma que “os agentes devem considerar a extensão, a gravidade e a atualidade da atividade criminosa” ao avaliar se representam uma ameaça à segurança pública e, portanto, devem ser uma prioridade para deportação.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES