domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Veja Também Em descoberta inédita, cientistas brasileiros encontram parasita dentro de ossos de dinossauro

Em descoberta inédita, cientistas brasileiros encontram parasita dentro de ossos de dinossauro

Em uma descoberta jamais vista o mundo, uma equipe de cientistas brasileiros encontrou um parasita sanguíneo dentro dos ossos de um dinossauro. A pesquisa foi publicada na última quinta-feira (15), no “Cretaceous Research”.

Pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Unicamp localizaram o parasita nos ossos de um titanossauro (os dinos de pescoço comprido) que sofria com uma doença chamada osteomielite aguda, uma infecção óssea que até hoje atinge animais e humanos.

Em 2017, a cientista Aline Ghilardi, da UFRN, autora sênior da pesquisa, em sua pesquisa de pós-doutorado, notou que um dos ossos dos dinossauros que estudava – que havia sido descoberto em São Paulo e que hoje é mantido em um laboratório da UFSCar – tinha caroços esponjosos.

A equipe resolveu estudá-lo e, no ano seguinte, o pesquisador Tito Aureliano, que fazia mestrado na Unicamp, decidiu aprofundar sobre os ossos com um microscópio – e, depois, com uma tomografia, feita na Faculdade de Medicina da USP.

“Quando descobrimos que era um parasita e que estava dentro dos canais do dinossauro, começamos a ficar nervosos para sermos os primeiros [a publicar]”, relata Tito Aureliano. “Não acreditamos que nunca tinham feito isso [a biópsia]”.

Os pesquisadores ainda não sabem, entretanto, se foram os parasitas que causaram a osteomielite. Isso porque eles encontraram, também, uma colônia de bactérias no fóssil. O que os pesquisadores podem determinar, por enquanto, é que o titanossauro “sentiu dor – e muita dor – para morrer”, diz Aureliano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES