domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Imigração Depois de acusar agentes do ICE de abuso sexual, imigrante é deportada

Depois de acusar agentes do ICE de abuso sexual, imigrante é deportada

O Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) deportou uma mulher depois que ela acusou guardas de agredi-la sexualmente, enquanto estava no centro de deportação, segundo sua defesa.

A advogada Linda Corchado disse ao El Paso Times que uma imigrante mexicana foi deportada na segunda-feira, poucas semanas depois de ser entrevistada por investigadores por cinco horas sobre suas alegações de agressão sexual.

“Ela pagou o preço por ter saído das sombras. Ela representou a mulher em nome de tantas outras vítimas de agressões”, afirmou a advogada.

A mulher é mexicana e tem dois filhos americanos. Ela não foi identificada.

A defensora acusou a polícia de olhar “para o outro lado” quando sua cliente precisava mais de sua proteção.

O Escritório do Inspetor Geral (OIG) do Departamento de Segurança Interna investigou as alegações da mulher, primeiro realizando uma entrevista de cinco horas. A mulher também levou os investigadores pelas instalações para apontar os “pontos cegos da câmera”, que ela disse terem sido usados ​​por guardas para abordar ou agredir detidos sem serem detectados.

Esta visita foi feita na frente de guardas e detidos nas instalações, o que colocava a sua cliente em risco.

“Por 21 dias, o escritório permitiu que a vítima apenas sentasse na prisão. Foi realmente prejudicial para ela ter que continuar sendo detida e ver seus agressores ao seu redor, começar a ser intimidada por outros detidos e guardas”, declarou a advogada.

Inicialmente, o OIG disse que não permitiria que a mulher fosse deportada durante a investigação, mas ela foi informada pelo ICE na segunda-feira que seria deportada naquele dia após receber a aprovação do escritório responsável por apurar o caso.
 
O jornal “Independent” contatou o ICE sobre a deportação. A agência disse anteriormente que “tem tolerância zero para qualquer forma de abuso sexual ou agressão contra indivíduos sob custódia da agência e leva muito a sério todas as alegações de má conduta do funcionário”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES