quinta-feira, outubro 21, 2021
No menu items!
Início Estados Unidos Covid-19: Mais da metade dos negócios fechados não vão reabrir, aponta estudo

Covid-19: Mais da metade dos negócios fechados não vão reabrir, aponta estudo

Cerca de 60% das empresas que fecharam durante a pandemia do coronavírus nunca serão reabertas, nos Estados Unidos, com os restaurantes sendo os mais atingidos, de acordo com novos dados do Yelp.

O site de revisão tem rastreado fechamentos desde março. No Yelp, as empresas podem atualizar seu status para fechamento temporário ou permanente.

Em 31 de agosto, quase 163.700 negócios no Yelp haviam fechado desde 1º de março, informou a empresa. Isso representa um aumento de 23% em relação a 10 de julho. Desse total, cerca de 98 mil indicaram que fecharam as portas definitivamente.
 
Do total de negócios fechados, cerca de 32,1 mil são restaurantes e cerca de 19,6 mil, ou aproximadamente 61%, suspenderam definitivamente suas operações.

De acordo com o Yelp, alguns restaurantes se saíram melhor do que outros. Pizzarias, delicatessens, food trucks, padarias e cafeterias, em geral, têm se saído melhor do que restaurantes e lanchonetes.

Grupos de restaurantes alertaram que muitas empresas de alimentos não sobreviverão ao impacto da pandemia.

Esta semana, a National Restaurant Association observou que 100 mil restaurantes fecharam permanentemente ou a longo prazo. Ele também observou que o setor está a caminho de perder U$ 240 bilhões em vendas este ano.

Vários fatores tornaram especialmente difícil para os restaurantes superararem a crise atual.

Primeiro, os consumidores agora gastam menos em jantar fora, de acordo com a associação. Algumas pessoas podem se sentir inseguras ao comer em restaurantes. Segundo um estudo recente dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), os adultos com teste positivo para COVID-19 tinham duas vezes mais probabilidade de relatar que jantaram em um restaurante nos 14 dias antes de adoecer, em comparação com aqueles cujo teste deu negativo.
 

Enquanto isso, os proprietários de restaurantes tiveram que investir em novos itens, como equipamentos de proteção individual para seus funcionários, mesas ao ar livre, divisórias para espaços internos e nova tecnologia de pagamento sem contato.

Além disso, menos clientes são permitidos no restaurante. Os locais que permitem refeições em ambientes fechados colocaram limites à capacidade dos estabelecimentos com distanciamento social.
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES