domingo, outubro 24, 2021
No menu items!
Início Estados Unidos Congresso dos EUA volta a se reunir para discutir novo pacote de...

Congresso dos EUA volta a se reunir para discutir novo pacote de estímulo financeiro

Como a última ajuda federal disponível para enfrentar o impacto econômico da pandemia do coronavírus e o financiamento do governo está prestes a expirar, os líderes democratas e republicanos no Congresso se sentaram pela primeira vez em meses para conversar pessoalmente, nesta terça-feira.

Os líderes democratas Nancy Pelosi e Charles Schumer e os republicanos Mitch McConnell e Kevin McCarthy falaram à tarde e, após uma pausa, retomaram o diálogo à noite, faltando apenas alguns dias para a chegada de duas datas importantes.

Nesta sexta-feira deve haver um acordo sobre um amplo projeto de orçamento para o qual um novo pacote de ajuda financeira foi proposto. E, em 26 de dezembro, expiram dois benefícios que ajudaram milhões de famílias a sobreviver durante o ataque financeiro imprevisto deste ano: Assistência ao Desemprego Pandêmico (PUA), que concedeu benefícios de desemprego a trabalhadores autônomos, e a Compensação de Desemprego de Emergência Pandêmica (PEUC), que tem sido um alívio para aqueles que já esgotaram os benefícios de seu estado.

Para chegar ao acordo elusivo, os líderes de ambos os partidos estão avaliando se deixam de fora os dois pontos mais espinhosos que impediram um pacto sobre outro pacote de ajuda econômica: fundos para governos locais e estaduais que apoiam os democratas e proteção para os proprietários de empresas enfrentando possíveis ações judiciais de seus trabalhadores no contexto da pandemia promovida pelos republicanos, especialmente McConnell.

A Casa Branca tem se comunicado nos últimos meses com Pelosi, já que McConnell tinha esticado uma corda separada, apresentando projetos no Senado sem ter aproximado posições com os democratas.

Nessas novas negociações, uma proposta chega a U$ 748 bilhões, deixando de fora as diferenças que bloquearam um possível acordo. O grupo reduziu o plano inicial em cerca de U$ 160 bilhões, removendo fundos que havia sugerido para governos estaduais e locais.

A iniciativa alterada também anulou a exigência republicana de fornecer às empresas certas proteções contra possíveis ações judiciais. Esses dois pontos seriam tratados posteriormente em outro projeto de lei, conforme propunham. O plano inclui ajuda federal de U$ 300 adicionais para o desemprego a cada semana, que seria somada ao dinheiro que os estados dão, fundos para assistência alimentar e pagamento de aluguel, e uma extensão da moratória sobre despejos até 31 de janeiro.

Também inclui cerca de U$ 300 bilhões em financiamento para pequenas empresas. Não está contido, no entanto, uma nova rodada de cheques ou o chamado ‘pagamento de impacto econômico’.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES