quinta-feira, outubro 21, 2021
No menu items!
Início Estados Unidos Após morar três anos em igreja, imigrante tem deportação suspensa, em Massachusetts

Após morar três anos em igreja, imigrante tem deportação suspensa, em Massachusetts

Um guatemalteco deixou de viver em uma igreja de Massachusetts, onde ficou por mais de três anos, para evitar a deportação, após conseguir suspendê-la através do serviço de imigração.

Lucio Perez saiu da Primeira Igreja Congregacional, em Amherst, no sábado. A pastora Margaret Sawyer, do Pioneer Valley Workers Center, um grupo local que apoia o imigrante, confrmou que o Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) suspendeu recentemente sua deportação.

A organização declarou que Perez foi impedido de permanecer sob a administração do ex-presidente Donald Trump e recebeu ordem de deixar o país. A alegação era que ele entrou ilegalmente no país em 1999, aos 17 anos, e acabou se estabelecendo em Springfield, Massachusetts, com sua esposa e família, em 2008.

Perez foi recebido pelo deputado democrata Jim McGovern, outras autoridades eleitas locais, e o reverendo Vicki Kemper, da igreja onde recebeu abrigo.

“Eu gostaria de poder ir lá e abraçar cada um de vocês porque vocês sempre farão parte da minha família”, disse Perez, de acordo com a WWLP-TV.

O guatemalteco estava entre os mais de 70 imigrantes em todo o país que se refugiaram em igrejas durante a administração Trump.

As igrejas são tratadas como fora dos limites para a fiscalização da imigração.

No início desta semana, apoiadores de uma mulher também da Guatemala, que mora há anos em uma igreja em Bedford, Massachusetts, disseram que ela recebeu um adiamento temporário do ICE para permanecer no país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

POPULARES